Jesus Misericordioso


Nosso Senhor Jesus Cristo desceu do céu e se fez um de nós para revelar o amor e a misericórdia de Deus. Os quatro Evangelhos relatam abundantemente fatos em que Jesus se revela misericordioso. Porém, como se não bastasse, e como a humanidade tem dificuldade para crer na misericórdia de Deus, Jesus Misericordioso se revelou recentemente, no Século XX, a Santa Faustina Kowalska. Essas revelações são reconhecidas pela Igreja e trazem esperança na misericórdia de Deus mas, também, responsabilidade sobre nossos atos.

A santa que viu Jesus

No ano de 1930, na Polônia, Jesus Misericordioso apareceu a Santa Faustina, que era freira da Congregação das Irmãs de Nossa Senhora da Misericórdia.
Helena Kowalska, Santa Faustina, Maria Faustina Kowalska, nasceu na Polônia no ano de 1905, e sempre teve uma vida dedicada a Deus e à Igreja. Entrou cedo para o convento, em 1925, e quando fez os votos perpétuos acrescentou em seu nome Faustina do Santíssimo Sacramento, por causa de sua grande devoção a Jesus na Hóstia Santa.
Sempre rezava pelos doentes e agonizantes, pedindo a Deus o perdão de seus pecados e a sua conversão.

As aparições


Quando Jesus apareceu a Santa Faustina disse: "Agora é tempo de misericórdia".
Pediu para que ela escrevesse assim:
"Antes de vir como justo juiz, venho como Rei da Misericórdia. Agora prolongo os dias de misericórdia, mas ai daqueles que não reconhecerem o tempo da minha visita".
Jesus Cristo apareceu várias vezes a Santa Faustina, sempre pedindo especial atenção para os agonizantes e pecadores do mundo inteiro.

Três horas da tarde

Jesus falou a Santa Faustina sobre a hora em que ele foi morto na cruz:
"Às três horas da tarde implora a minha misericórdia especialmente pelos pecadores, e ao menos por um breve tempo reflete sobre a minha Paixão e Morte, especialmente sobre o abandono em que me encontrei no momento da agonia. É a hora de grande Misericórdia para o mundo. Permitirei que penetres na minha tristeza mortal. Nessa hora Nada negarei à alma que me pedir pela minha Paixão".

O Terço da Misericórdia

Certa vez, Santa Faustina teve a visão da ira de Deus, que mandava um anjo com raios na mão para destruir uma parte da terra, lugar que ela não quis revelar onde seria. E, então em oração, ela pediu para que Deus, em nome de seu Filho Jesus, tivesse misericórdia do mundo. Então, ela recebeu do próprio Jesus o ensinamento para rezar o Terço da Misericórdia, assim:
"Eterno Pai, eu vos ofereço o corpo e o sangue, alma e divindade de vosso diletíssimo filho, Nosso Senhor Jesus Cristo, em expiação de nossos pecados e do mundo inteiro; pela sua dolorosa paixão, tende misericórdia de nós".
No outro dia quando Santa Faustina foi à capela, ouviu este pedido e ensinamento de Jesus:
"Toda vez que entrares na Igreja reza essa oração que te ensinei. Essa oração serve para aplacar a minha ira. Reze por 9 dias com o terço na mão.

Primeiro reze o Pai Nosso, a Ave Maria e o Credo.

Depois, nas contas do Pai Nosso dirás:

Eterno Pai, eu vos ofereço o Corpo e Sangue, Alma e Divindade de vosso diletíssimo Filho, Nosso Senhor Jesus Cristo, em expiação dos nossos pecados e do mundo inteiro.

Nas contas da Ave Maria rezarás:

Pela sua dolorosa Paixão, tende misericórdia de nós e do mundo inteiro.

No fim rezarás três vezes assim:

Deus Santo, Deus Forte, Deus Imortal, tende piedade de nós e do mundo inteiro."

Promessas de Jesus

Jesus prometeu a Santa Faustina que concederia grandes graças a quem rezasse este terço.

A DEVOÇÃO DO TERÇO DA MISERICÓRDIA é conhecida no mundo inteiro.

Na Polônia, desde o ano de 2002, existe um documento da Igreja que concede Indulgência Plenária Perpétua, após a Confissão, a Comunhão Sacramental e a oração pelo Papa, a quem rezar o Terço da Misericórdia em uma Igreja ou Capela, com o Santíssimo Sacramento exposto ou no Sacrário.

Perdão para os pecadores agonizantes, promessa de Jesus.
Jesus disse a Santa Faustina:

"Quando o pecador agonizante, ou quem estiver com ele rezar esse terço e se arrepender de seus pecados, Eu me colocarei entre o agonizante e meu Pai, não como justo Juiz, mas como Salvador Misericordioso".

Segundo os relatos de Santa Faustina, Jesus disse que era para ela difundir para o mundo todo essa nova devoção e oração do Terço da Misericórdia, pois é um grande caminho para a salvação de muitas almas perdidas.

Morte de Santa Faustina

Santa Faustina morreu no dia 05 de outubro de 1938, após sofrer muito, mas sempre entregando seus sofrimentos a Jesus e rezando o terço da misericórdia em oferecimento para a alma de todos os pecadores do mundo inteiro.

ORAÇÃO A JESUS HÓSTIA-DIVINA

Ó Hóstia Santa, na qual está encerrado o testamento da misericórdia de Deus para nós, e especialmente para os pobres pecadores.

Ó Hóstia Santa, na qual está encerrado o corpo e o sangue do nosso senhor, como testemunho da infinita misericórdia para conosco, e especialmente para com os pobres pecadores.

Ó Hóstia Santa, na qual está encerrada a vida eterna e a infinita misericórdia, concedida copiosamente a nós, e especialmente aos pobres pecadores.

Ó Hóstia Santa, na qual está encerrada a misericórdia do Pai, do Filho e do Espírito Santo para conosco, e especialmente para com os pobres pecadores.

Ó Hóstia Santa, na qual está encerrado o infinito preço da misericórdia, que pagará todas as nossas dívidas, e especialmente a dos pobres pecadores.

Ó Hóstia Santa, na qual está encerrada a fonte da água viva, que brota da infinita misericórdia para conosco, e especialmente para com os pobres pecadores.

Ó Hóstia Santa, na qual está encerrado o fogo do amor mais puro, que arde no seio do pai eterno, como um abismo de infinita misericórdia para conosco, e especialmente para com os pobres pecadores.

Ó Hóstia Santa, na qual está encerrado o remédio para todas as nossas doenças, que flui da infinita misericórdia como de uma fonte para nós, e especialmente para os pobres pecadores.

Ó Hóstia Santa, na qual está encerrada a união entre Deus e nós, pela infinita misericórdia para conosco, e especialmente para com os pobres pecadores.

Ó Hóstia Santa, na qual estão encerrados todos os sentimentos do dulcíssimo coração de Jesus para conosco, e especialmente para com os pobres pecadores.

Ó Hóstia Santa, nossa única esperança, em todos os sofrimentos e contrariedades da vida.

Ó Hóstia Santa, nossa única esperança, em meio às trevas e às tempestades interiores e exteriores.

Ó Hóstia Santa, nossa única esperança na vida e na hora da morte.

Ó Hóstia Santa, nossa única esperança em meio aos insucessos e às profundas incertezas.

Ó Hóstia Santa, nossa única esperança em meio às falsidades e às traições.

Ó Hóstia Santa, nossa única esperança nas trevas e na perversidade que cobrem a terra.

Ó Hóstia Santa, nossa única esperança em meio à saudade e à dor, em que ninguém nos compreende.

Ó Hóstia Santa, nossa única esperança em meio aos afazeres e à monotonia da vida cotidiana.

Ó Hóstia Santa, nossa única esperança em meio às ruínas dos nossos anseios e esforços.

Ó Hóstia Santa, nossa única esperança em meio aos ataques do inimigo e às investidas do inferno.

Ó Hóstia Santa, confio em Vós, quando as dificuldades superarem as minhas forças, quando eu ver ineficazes os meus esforços.

Ó Hóstia Santa, confio em Vós, quando as tempestades agitarem o meu coração e o espírito atemorizado inclinar-se ao desespero.

Ó Hóstia Santa, confio em Vós, quando o meu coração tremer e, quando o suor mortal cobrir a minha fronte.

Ó Hóstia Santa, confio em Vós, quando tudo conspirar contra mim e o negro desespero dominar a minha alma.

Ó Hóstia Santa, confio em Vós, quando a minha vista se apagar para tudo o que é terrestre, e o meu espírito ver pela primeira os mundos desconhecidos.

Ó Hóstia Santa, confio em Vós, quando os meus trabalhos superarem as minhas forças, e o insucesso me acompanhar continuamente.

Ó Hóstia Santa, confio em Vós, quando o cumprimento da virtude me parecer difícil e a natureza se revoltar.

Ó Hóstia Santa, confio em Vós, quando os golpes do inimigo forem desferidos contra mim.

Ó Hóstia Santa, confio em Vós, quando os trabalhos e os esforços forem condenados pelos homens.

Ó Hóstia Santa, confio em Vós, quando soar sobre mim o vosso juízo; então, confiarei no oceano da vossa misericórdia.

Ó Santíssima Trindade, confio em vossa infinita misericórdia. Deus é meu Pai, amém!



Filme A Paixão de Cristo - dublado em português

Nenhum comentário:

Postar um comentário