domingo, 7 de dezembro de 2014

Recusa da comunhão na mão

Vemos nesta missa celebrada pelo Papa Francisco que a forma tradicional de se distribuir
a sagrada comunhão, que ainda está em vigor e deve ser mantida, de acordo com o documento da igreja
Memoriale Domini é respeitada e ensinada aos fiéis!

Leia Mais ››

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

Dominus Est (É o Senhor)

Livro com 61 páginas que trata das reflexões do Bispo Athanasius Schneider do Cazaquistão sobre a Sagrada Comunhão. Também disponível na aba Videos uma entrevista com ele esclarecendo a respeito do tema.

Dominus Est (clique aqui para ler o livro)
Leia Mais ››

sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Não sabeis a hora, vigiai e orai sem cessar.

Livro de Tiago 1,2 - Tende por um motivo da maior alegria para vós as diversas tribulações que vos sucedem.

Nesta pequena reflexão caros leitores, quero deixar aqui um pequeno testemunho que está relacionado com as realidades ensinadas em Eclesiástico 7,40 – pensai em seus novíssimos constantemente e jamais pecareis. Pois bem, como sempre estamos a acompanhar cada vez mais nos noticiários do dia a dia muitos acontecimentos que colocam fim em muitas vidas, é importante tomarmos consciência que sempre temos de Deus a graça de viver no agora.

Não sabemos nossa hora, não sabemos quando partiremos daqui ou quando Jesus virá em sua glória. Quando isso acontecer em nossas vidas nossos novíssimos estarão se desenrolando e nosso destino será julgado pelas nossas obras. Sempre é bom recordar. Os novíssimos são os últimos acontecimentos que iremos passar em nossas vidas: morte, juízo particular, inferno, purgatório e/ou céu. E após, no fim dos tempos, nossa sentença final, nossa glorificação ou condenação.

Por isso não devemos levar a vida como o mundo quer pois o que o príncipe deste mundo, satanás quer, é que passemos com ele a eternidade. Dito isto, deixo aqui um relato de uma experiência que tive por ocasião de estar com minha família num café colonial na cidade de São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba-PR. Quase ao final da noite quando o estabelecimento estava a fechar e quase estávamos a ir embora, o ambiente, que era bastante familiar, foi tomado de assalto. Três homens armados renderam a todos, fizeram o seu terrorismo, agrediram alguns, colocaram outros deitados e exigiram dos proprietários o dinheiro.

Após 20 ou 30 minutos de terror, ficou ainda um saldo positivo. Foram levados de todos, celulares, relógios e carteiras, mas pela graça de Deus, nenhuma vida foi tirada. Nestes poucos minutos o filme passa na cabeça de todos. Quando vi o início do assalto falei para meus parentes se acalmarem, cooperarem e se colocarem em oração. Como já disse, por ser um ambiente familiar haviam pessoas de muitas idades e muitas crianças também. Coloquei-me em oração, entreguei tudo e todos a Deus e vivi o momento como se fosse o último.

E este momento, onde o filme passa na cabeça, é o momento onde as pessoas refletem em suas pendências com Deus. Como a possibilidade de morrer é real, fica o medo de se apresentar a Jesus com “negócios pendentes”. Como fazer? O prazo vai acabar e você deixou para depois, algo que precisava endireitar na sua vida. Tudo isso acontece na cabeça de cada um. Eu, neste dia, estava em paz com Deus e pude experimentar uma sensação de tranquilidade e segurança.

Dava para sentir que nossa oração estava “funcionando” pois era uma oração que brotava do coração. Naquele dia, assim como eu aprendi, tenho certeza de que muitas pessoas aprenderam o que é fazer uma verdadeira oração a Deus. E também posso relatar que era possível sentir a proteção dos anjos.

Enfim, o saldo foi positivo. Levaram os marginais apenas bens materiais e um veículo usado para a fuga, porém, nenhuma vida se perdeu. Ficou apenas a experiência dessa provação que Deus permitiu em nossas vidas. É um verdadeiro chacoalhão nas pessoas. É o famoso “acorde”, antes que seja tarde! Tome jeito na sua vida!

Também, além deste saldo pude observar outra coisa. O mal não pode nada, ele só faz barulho. Já dizia Jesus para não temermos quem pode tirar nossa vida mas sim quem pode condenar nossa alma. Indo para casa após tudo ter acabado, íamos pelo caminho refletindo sobre tudo e a conclusão foi unânime: viva constantemente em comunhão com Deus porque não sabeis a hora. Jesus nos disse: estais avisados.


fonte: Jefferson Roger
Leia Mais ››

Postagens mais visitadas