quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Agradar a Deus


Carta aos Gálatas 1,7-12

7 De fato, não há dois (evangelhos): há apenas pessoas que semeiam a confusão entre vós e querem perturbar o Evangelho de Cristo.
8 Mas, ainda que alguém - nós ou um anjo baixado do céu - vos anunciasse um evangelho diferente do que vos temos anunciado, que ele seja anátema.
9 Repito aqui o que acabamos de dizer: se alguém pregar doutrina diferente da que recebestes, seja ele excomungado!
10 É, porventura, o favor dos homens que eu procuro, ou o de Deus? Por acaso tenho interesse em agradar aos homens? Se quisesse ainda agradar aos homens, não seria servo de Cristo.
11 Asseguro-vos, irmãos, que o Evangelho pregado por mim não tem nada de humano.
12 Não o recebi nem o aprendi de homem algum, mas mediante uma revelação de Jesus Cristo.

Com este pequeno trecho da carta de São Paulo aos Gálatas queridos leitores percebemos o quão sério é o fato de não nos deixarmos corromper por verdades humanas no lugar das verdades celestes. É tão séria a coisa que o apóstolo Paulo chega a “repetir” a exortação. Ou seja, não é mesmo caros leitores, isso nada mais é do que uma confirmação do que Jesus disse quando nos ensinou que não podemos servir a dois senhores.

Quando o apóstolo diz no versículo dez sobre procurar o favor dos homens ou de Deus, fica bastante claro para nós que esse interesse, agradar aos homens, nos afasta da condição de servo de Cristo. Mas vejamos bem, não se trata de queremos remar contra a maré, numa atitude de heroísmo desenfreada, muito longe do verdadeiro martírio cristão. É preciso entendermos que este contexto se refere a questão de adotarmos a catequese do mundo, sendo seus idólatras, deixando em segundo plano as coisas que não passam.

Vamos a alguns exemplos? Sempre é bom não é mesmo! Vez por outra nos deparamos com algumas pessoas, fazendo ou se comportando de forma errada, com atitudes que não condizem com a postura católica muito bem enfatizada por muitos santos e santas de nossa igreja. O católico precisa se vestir bem, com decência e pudor, por dois motivos. Primeiro para dar testemunho de que é católico e segundo, para mostrar que é filho de Deus. Estas são palavras da Beata Irmã Lucia, vidente de Fátima. Vocês querem ir ao céu vivendo no maior conforto e comodidade, não é assim que os santos faziam. Estas são palavras de São João Maria Vianney.

Ah, mas isso todo mundo faz! Não vejo problema nenhum em fazer isso ou agir assim! Não tem mal nenhum nisso! Antigamente isso era pecado, agora não é mais! Deus perdoa sempre, não se preocupe com isso! O importante é não cometer pecados mortais! Todo mundo está usando essa roupa, não tem problema nenhum! A moda agora é fazer isso, usar aquilo e aquele outro! E por aí vai, são tantos exemplos...

Certa vez, ouvi um pai dizer quando perguntado sobre uma atividade que sua filha fazia, como ele administrava o tempo dela ao passo que o pai simplesmente respondeu; acreditem se quiser, ele falou mesmo! Disse assim: nós deixamos de lado na vida dela algumas atividades extraclasse. Não me esqueço mais, porque na sequência da conversa a outra pessoa quis saber quais atividades por exemplo. E o pai, não titubeou e sem pensar respondeu prontamente: “a catequese”. Entristeci na hora, pois como pai, o cuidado que tenho em levar Jesus aos meus filhos é prioritário. Diariamente. Os mimos, presentinhos, passeios, lazer e até mesmo os estudos acadêmicos ficam em segundo plano. Primeiro o reino dos céus e a sua justiça, assim falou Jesus. Não dá para servir a dois senhores lembram?

Eis aí a grande sintonia de nossas vidas e o grande sentido que ela realmente tem. Como diz o apóstolo: servo de Cristo. Na santa missa dizemos a oração Por Cristo, Com Cristo e Em Cristo... e nem poderia ser diferente. A humanidade que ofendeu aquele de dignidade infinita foi salva na cruz, pagando-se a dívida e resgatando a condição para a vida eterna, perdida no jardim do Éden.

Como virar as costas para essa realidade? Nós que fazíamos parte do NADA, agora somos convidados a receber a graça do batismo e nos tornarmos filhos de Deus. Basta apenas nos comportarmos como tal para alcançarmos a herança eterna.

Que possamos a cada dia com a intercessão da Virgem Imaculada caminharmos dentro deste único Evangelho, o Evangelho verdadeiro de Cristo, não pregado e criado por homens, mas o Evangelho que brotou do amor do Pai, do Filho e do Espírito Santo, amém!


fonte: Jefferson Roger

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens mais visitadas