segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Motéis

Deus vê no oculto, assim diz a sagrada escritura. E se a pessoa está fazendo algo escondido, ou se escondendo para fazer algo, já é um sinal de que algo de ilícito está partindo de seu coração. Sim, pois é no coração que brotam todas as coisas. Jesus nos ensinou que onde está o nosso coração, ali está o nosso tesouro. E vamos recordar, nosso cruel inimigo, o diabo, sabe muito bem dessas coisas, é bem conhecedor da fraqueza humana e bem conhecedor das escrituras. Vale recordar também, que no episódio em que Jesus foi tentado por satanás no deserto, o infeliz tentou Jesus citando passagens bíblicas. Triste fatalidade para ele não é mesmo! Mais uma derrota para a coleção dele.

Porém, contra nós a investida do inimigo é constante e acirrada. Afinal, somos fracas criaturas e por isso constantemente pecadoras. E quem se revoltar com isso saiba que o digo está escrito na bíblia. Livro dos Provérbios 24,16. Lá diz que o justo peca até sete vezes por dia. Se o justo, aquele que aos olhos de Deus pode cometer seus erros perante o Altíssimo, o que dizer de nós, que caímos e levantamos tantas e tantas vezes nessa caminhada.

Em suas aparições Nossa Senhora confirmou essa passagem ao dizer que ninguém está dispensado de se confessar pelo menos uma vez por mês, porque todos pecam diariamente, ainda que venialmente. Se alguém quiser argumentar com a Mãe do Nosso Salvador pode ir em frente. Mas não se esqueça que Ela é a cheia de graça, esposa divinal do Espírito Santo e com certeza absolutíssima Ela sabe muito mais do que eu e do que você meu caro leitor. Não dar ouvidos ao que a mãe fala é ignorar o que o filho ensina pois Maria é toda de Deus, toda humilde e submissa a vontade do Pai, não ficando com nada para Ela, pois é despojada de tudo que poderia afastá-la do amor de Deus.

No entanto, a história é bem diferente com a humanidade. Sigamos adiante. Os motéis, por exemplo, normalmente são construídos em locais mais retirados das cidades e por um motivo claramente óbvio. Contribuir com as pessoas que irão fazer algo errado, irão se esconder para cometerem os seus erros e por isso querem se afastar de qualquer olhar incriminador ou denunciador. Vamos lá, vamos nos esconder para cometermos o nosso adultério ou nossa fornicação sem que ninguém nos incomode.

Chega a ser um absurdo. E existem motéis que funcionam durante as 24 horas do dia. Se a pessoa quer pecar, eles estão lá, a disposição. Um local bonito, aconchegante e confortável para você cometer o seu pecado grave entre quatro paredes, depois ainda comer alguma coisa, tomar um belíssimo banho e retornar para o mundo que você pensa que deixou lá fora. Sim, só pensa porque o Deus que te criou assistiu a tudo que você fez, viu cada gemido e suspiro seu, colocando seu corpo a disposição para ser usado por outra pessoa e se prostituindo nessa lama do pecado com o corpo que nem lhe pertence, foi comprado a preço de sangue na cruz e é templo do Espírito Santo. Quanta tristeza e desgraça, para alegria de satanás, cometem pessoas que se sujeitam a estes locais. Contribuem com o dízimo para satanás, pagando para cometerem pecado. Fazem de seu dinheiro um uso maldito.

Muitos vão dizer. Eu não cometo pecado porque vou com o meu namorado ou com a minha namorada no motel! Errado, meu irmão. Se são namorados e praticam o ato sexual, exclusivo dos esposos em santo matrimônio, estão cometendo o pecado da fornicação e podem ter certeza: mesmo que se amem estão a pecar pois a entrega dos corpos para se tornarem uma só carne faz parte do santo matrimônio. Se o jovem casal de namorado não consegue esperar para receber o sacramento algo não vai bem. Se não conseguem se controlar e se resguardar para as núpcias algo precisa ser revisto. Os motivos que permeiam o namoro podem estar em desacordo com a finalidade do mesmo.

O que dizer então, da participação na causa dos proprietários destes estabelecimentos? Simples, a própria sagrada escritura já respondeu a isso. Ela diz que aqueles que praticam o que desagrada a Deus e ainda ensinam e incentivam a outros a praticarem serão dignos de morte. E esta morte que se lê aqui é a segunda morte, a morte da alma, a condenação eterna.

Portanto, se por ignorância, impulso carnal ou por intenção premeditada mesmo cometeu-se esse pecado, indo a motéis, ou na casa do namorado ou da namorada quando ela ou ele estava sozinho, ou ainda, dentro do próprio carro em algum local mais retirado, num banheiro de boate, numa pousada de prostituição, na casa de alguém casado quando o cônjuge traído saiu para algum compromisso, na casa de alguém que é amante de uma pessoa comprometida, não importa qual lugar se escolheu para pecar, esse ato gravíssimo que te afasta da graça de Deus e te afasta do caminho que vai te levar para o céu, deve ser arrependido, evitado no futuro para sempre, e confessado a Deus com verdadeiro propósito de emenda de vida, de conversão. Do contrário não adianta, pecar, ter peso na consciência, se confessar e daqui a pouco cair na tentação de novo e pecar, ter novo peso na consciência e se confessar.

Ter peso na consciência e culpa provém do diabo. São condições humanas ligadas as relações interpessoais, não te afastam das ocasiões de pecado e do propósito de não mais pecar. É preciso brotar do coração, se lembra? Brotar um arrependimento verdadeiro do coração e com humildade, reconhecermos nossa condição de frágeis criaturas dependentes do Pai Eterno para tudo, confessarmos nossas falhas, nossos pecados e fazermos um firme propósito de não mais buscarmos o erro, de evitarmos as ocasiões de pecado. Para isso, não estamos sozinhos. A nossa disposição existem tantos meios que Deus nos deixou. Nos humilhemos e nos coloquemos aos cuidados de Maria, de seu Filho Jesus, de nossos anjos da guarda, dos santos e santas de Deus e de toda a milícia celeste. O céu nos espera, não esperemos o amanhã para voltarmos para Cristo, pois só temos o dia de hoje.


fonte: Jefferson Roger

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens mais visitadas