segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Seguir Jesus

Leitores assíduos e ocasionais, sejam bem-vindos mais uma vez ao meu blog. Neste artigo iremos refletir um pouco sobre o comportamento do cristão. Como bem nos recorda São Paulo, devemos ser imitadores de Cristo. É o famoso exame de consciência diário e constante: Jesus faria isso? Como Jesus agiria nesta situação? Estou agradando a Jesus com esta atitude? E tanto é verdade que iremos começar a reflexão acrescentando uma exortação que o próprio salvador fez no século XIII em uma aparição que Ele fez a Santa Angela de Foligno, exemplo de mulher que, após perder em curto espaço de tempo, marido e numerosos filhos, buscou o arrependimento através da conversão, confissão, penitências e vida ascética. Assim disse Jesus:

“Nos Meus Templos vêem-se coisas mais profanas. Por exemplo: Maquilagens, penteados exóticos, jóias, amuletos, óculos de sol, finos e raros tecidos... Outros, por sua vez, dedicam-se a comer, fumar, mastigar pastilhas elásticas, conversar, dormir, estudar, namoriscar, cruzar as pernas, aplaudir, bailar, cantar canções profanas e os “parabéns a você”, bisbilhotar, passear admirando obras de arte, tirar fotos durante a Santa Missa, etc. etc, como se estivessem num pic-nic. Pobres deles! Estão convertendo a Minha casa de Oração em lugar de pecados e...ninguém sai em Minha defesa...Todos calam e fogem.. Ninguém se arrisca e todos lavam as mãos como Pilatos... Onde estão os que deram a sua vida por Mim?

Se um político, um desportista ou um artista lhes dizem: “Façam isso! Usem aquilo!”, todos o imitam... Eu, em troca, prometo-lhes o Prêmio Eterno se cumprirem os Meus Mandamentos e quase ninguém faz caso dos meus convites.”

Pois bem caro leitor, as palavras de Jesus, como sempre falam por si mesmas e atravessam o tempo não deixando margem de dúvida nenhuma quanto ao seu conteúdo. A primeira vista muitos podem achar um exagero mas a escolha existe para cada um de nós. Renunciar a tudo, tomar a cruz e seguir Jesus dia após dia ou arriscar um caminho só seu.

Quanto ao que disse Jesus o destaque que quero dar neste artigo é o fato Dele mostrar que muitos facilmente seguem as celebridades humanas ao invés da pobreza de espírito que Ele nos ensina. Seguir Jesus dá trabalho, qualquer um sabe disso. Já imitar ou idolatrar os famosos é mais fácil, dá prazer. Quanto mal as pessoas fazem a si mesmas e aos outros. Sim, porque o fã alimenta o desejo de poder e fama que uma pessoa famosa tem. O famoso vive e se esforça para ficar na crista da onda, para ficar nas manchetes, para ser notícia e estar na mídia. Já dizia Jesus que é muito difícil um rico entrar no reino dos céus e assim Jesus engloba todas as classes de pessoas apegadas aos bens. Ricos famosos e não famosos. Que fique claro que o dinheiro a serviço do homem não é errado, mas, quando o homem começa a colocar o dinheiro acima de tudo incluindo neste tudo Deus, começamos a entender porque que o apegado aos bens e as pessoas vão encontrar dificuldades para entrar no paraíso.

Vamos lembrar outra vez. Jesus disse que é preciso para segui-Lo renunciar a tudo e carregarmos nossa cruz dia após dia. Quem tem dificuldade com isso precisa rever seus conceitos o quanto antes para não se tornar rebelde, revoltado e desobediente porque estes três quesitos fazem parte daqueles que seguem satanás. Como dissemos, a escolha é de cada um. No entanto, claro que há entre os famosos aqueles que professam publicamente serem católicos e por serem católicos se sujeitam a perseguições no mundo dos famosos. Vou exemplificar. Existem atores e atrizes que por assumirem em programas de entrevistas sua postura cristã, como consequência passam a serem discriminados no meio em que trabalham. Deixados de lado para ser mais claro, em muitas propostas de trabalho porque este ou aquele papel em um filme, por exemplo, não está de acordo com a crença que professam e procuram viver.

E atenção, não estamos aqui a falar de santos ou santas famosas. Todos são pecadores e cometem seus deslizes. Os exemplos de atores e atrizes que coloquei no artigo, fruto de pesquisa realizada nos meios de comunicação, serve para mostrar que aquele ator ou atriz que gostamos de ver atuando pode ou não fazer parte da mesma religião católica que você vive. Mais uma vez quero deixar claro. Não estão aqui como exemplos ilibados e imaculados de cristãos mas sim, como pessoas que não tem vergonha de dizerem que são católicas, assim como eu e você.

Que para nós fique a mensagem deixada por Jesus a Santa Angela de Foligno. Ele, que não admite um comportamento que não dê testemunho da nossa condição de filhos de Deus, fica ainda mais entristecido com o nosso apego pelas coisas do mundo e pelas pessoas. Não nos escandalizemos com Jesus quando Ele nos ensina que quem ama seu filho mais do que a Ele, não é digno Dele. Não se tratar de ser proibido amar o próximo, pois isso é um mandamento. Se trata de amar a Deus sobre todas as coisas e mesmo nós, como filhos de Deus, pela graça do batismo, ainda permanecemos criaturas Dele, suas propriedades.

Já nos lembrava Jesus: “Ide e pregai o evangelho a toda a criatura”. E nós, que somos criaturas precisamos sempre estar conscientes de nossa condição de completa dependência de Deus. Eu sempre digo nas palestras e pregações que tenho feito: antes éramos um “nada”, agora, pelo amor de Deus fomos criados e viveremos eternamente. Para nós cabe apenas escolhermos se iremos viver eternamente na presença de Deus ou na sua completa ausência, no fogo do inferno. No que diz respeito a nossa salvação, devemos ser bem seletivos. É preciso incessantemente separar o que presta do que não presta para a nossa caminhada rumo a pátria celeste. Jesus já na época dos apóstolos advertia: “Cuidado com o fermento dos fariseus”. Os famosos estão aí, em todas as áreas da mídia, semeando a catequese do mundo entre aqueles que procuram agir conforme a vontade de Deus. Falo aqui dos famosos que tiraram Deus do primeiro lugar de suas vidas. Como dizia Madre Teresa de Calcutá, “no fim das contas tudo é entre você e Deus”. Tomemos cuidado com as nossas obras pois no dia do juízo elas irão representar a nossa fé e mostrar onde esteve nosso coração. Como disse o mestre, “onde está o teu tesouro ali está teu coração”.


fonte: Jefferson Roger

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens mais visitadas