quarta-feira, 1 de junho de 2016

Cuide da confissão

Uns dos cinco mandamentos da igreja é: “Confessar os seus pecados pelo menos uma vez por ano”. Traduzindo: de acordo com o poder petrino, conferido por Jesus a Pedro na afirmação da fundação da igreja sobre sua profissão de fé e transmitida pela sucessão apostólica, o que ligardes na terra será ligado no céu. Então como vemos se não cometermos pecados graves durante um ano, nossa confissão sacramental tem validade de um ano.

Quando este período terminar, se você estiver a mais de um ano sem recorrer ao sacramento da confissão você está em estado de pecado grave. Isso é o que diz o mandamento da igreja. E o erro mais comum do fiel é continuar achando que, já que sua consciência não o acusa de nenhum pecado grave, ele não precisa de todo este esmero para buscar o sacramento da confissão. Errado! Não se confessar a mais de um ano é pecado grave, fere o mandamento da igreja que pelo poder petrino ligou no céu o que aqui na terra prescreveu. E isso foi desejado por Jesus, está em Mateus 16,19.

A bíblia nos ensina que quem diz que não peca é um mentiroso (outro pecado grave, este contra o oitavo mandamento) e a verdade não está nele. Nossa Senhora já disse em suas aparições que ninguém está livre de se confessar pelo menos uma vez por mês. E já ouvi muitos bons sacerdotes fazerem em suas paróquias e nas missas que celebram a mesma catequese sobre o assunto. Benditos sacerdotes.

Por isso é importante estarmos atentos. Sobretudo os jovens que estão a iniciarem sua caminhada ainda estando no período preparatório para a primeira eucaristia. Por ocasião deste, fazem sua primeira confissão e então muitos só irão se confessar novamente dois anos mais tarde por ocasião do sacramento da confirmação.

Eis a importância da catequese na vida das pessoas. Eis o papel dos pais enquanto igreja familiar e dos catequistas enquanto auxiliares e membros do corpo da igreja. É importante nossos jovens compreenderem os detalhes das coisas que envolvem a vivência da fé e das práticas religiosas queridas por Deus. Do contrário este catequisando passará um ano comungando em estado de pecado grave por desobedecer o mandamento da igreja e com isso está cometendo o pecado de sacrilégio, ofendendo muito a Jesus e o recebendo com a alma suja.

Se recorremos com frequência ao alimento e ao banho porque entendemos a necessidade de manter o corpo asseado e sadio, não sendo isso uma obrigação, o que dizer sobre nossa higiene espiritual? Para nós o sacramento da confissão não tem contraindicação. É preciso apenas um arrependimento verdadeiro e um firme propósito de não pecar mais. De não recorrer no mesmo pecado.

De outra forma, nossa atitude de pecar com intenção de se confessar não funciona e sobre isso o próprio Deus já nos lembrou em locução a Santa Catarina de Sena, por exemplo. E não é de se espantar quando ele disse que não adianta esperarmos dele nem o perdão e nem a misericórdia porque a amizade rompida com Deus, exige de seu amor justo nosso movimento de filhos pródigos. Senão iremos passar a vida comendo comida de porcos.


fonte: Jefferson Roger

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens mais visitadas