quinta-feira, 30 de junho de 2016

Cuidado do corpo e da alma

Para os mais atentos, é muito fácil perceber que, mais que seres humanos, nós somos um verdadeiro campo de batalha. Este composto de corpo e alma sabemos pela fé, um dia será transformado numa realidade gloriosa. Hoje, o corpo, dom de Deus embora não nos pertença (1ª Coríntios 6,19-20), pois nos foi concedido para interagirmos aqui na terra, servindo e amando a Deus e o glorificando com nossas vidas através dele, um dia irá ressuscitar. Por hora, ele, morada do Espírito Santo, abriga também nossa alma, que junto dele, um dia receberá ou a condenação eterna ou o prêmio eterno.

Diz-se que é um campo de batalha porque dentro de nós, bem o sabemos, existem continentes inteiros que ainda estão muito longe do Cristo. Para isso justamente serve a religião. Serve para nos transformar em novos homens onde já não somos nós a vivermos, mas Cristo em nós (Gálatas 2,20). Desta forma temos sempre que fazer um exame de consciência para percebermos quanto de nós já se configurou a Jesus, quanto já está no caminho e quanto ainda está muito distante dele. Dentro desse exame de consciência é que Deus nos fala e nos motiva para conversão à Ele. Do contrário, se de nada mudarmos com o tempo vivido nos aproximando de Jesus e aceitando o que ele nos oferece com o nosso sim, assim como Maria fez (Lucas 1,38), não passaremos de pessoas que são boas em ritos e leis para seu benefício próprio. Jesus ensinou nos evangelhos uma conduta bem diferente (vide para início, o sermão da montanha em Mateus do capítulo 5 a 7).

Fato também é, que o ser humano facilmente embotado pelas tentações diabólicas, do mundo e da carne, quando muito, não passa de cuidar somente 50% de si, deixando de lado uma parte muito importante nisso tudo: a sua alma. Vejamos.

Se ficamos doentes, logo estamos a nos consultar com o médico. Basta uma gripe bem forte, uma dor de garganta ou algo bem mais sério, que lá estamos nós, seguindo direitinho todos os cuidados receitados pela medicina porque, podemos bem dizer e já ouvimos até que, saúde é tudo. Verdade não é mesmo caros leitores. Eu concordo com isso, mas não pode ser pela metade. Vamos adiante.

Cuidamos de nossa alimentação. Pois sabemos que se não nos alimentarmos regularmente sobre vem um mal-estar, dores de cabeça e começamos a passar mal. Temos que nos alimentar e comer de forma saudável. E por aí vai. Cuidamos de nossa higiene com o banho, os cabelos, os dentes e com boas noites de sono, evitando também consumir líquidos e sólidos prejudiciais para nossa saúde, além das atividades físicas regulares. Acho que até aqui, concordamos que, todos que se gostam, levam a sério o cuidado com o corpo que Deus nos deu, preservando sua natureza e sua dignidade.

O grande problema reside, no entanto, no fato de que a entrada deste corpo no céu depende do desempenho da alma. Sim, porque os pecados são realidades espirituais, com maior ou menor participação do corpo, mas são espirituais. É a alma quem peca. Jesus disse que tudo nasce no coração. Onde está o teu coração aí está o teu tesouro disse também Jesus.

Por isso, aprendemos também nas sagradas escrituras que aqueles que partem antes da segunda vinda de Jesus, aguardam o juízo final, estando seus corpos sepultados nesta terra, enquanto suas almas passam pelo juízo particular e começam a viverem os seus novíssimos. Como diz São Paulo precisamos viver segundo os desejos do Espírito e não segundo os desejos da carne (Gálatas 5,16). É preciso uma higiene espiritual constante através da prática da confissão e comunhão frequentes. Uma vida pautada no eterno e naquilo que não passa, muito apegados aos ensinamentos celestes, sempre procurando coloca-los em prática.

Não relaxemos e deixemos a preguiça vocacional tomar conta de nossas vidas. O diabo não se distrai (1ª Pedro 5,8), ele não descansa e não deixa para amanhã suas atividades. Porque descuidamos tão facilmente de nossa alma? Não esqueçamos, somos um composto de corpo e alma e um precisa do outro para entrarem na vida eterna mas, sobretudo, é na alma que reside o nosso desejo de voltarmos para Deus. Este desejo está colocado também em nosso coração. Não esqueçamos, o inimigo sabe de tudo isso, ele é um caído do céu (Lucas 10,18).

Sejamos como Maria que guardava todas as coisas em seu coração, meditando-as (Lucas 2,19).


fonte: Jefferson Roger

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens mais visitadas