quinta-feira, 23 de junho de 2016

Filha conta para mãe que era estuprada pelo pai

Pessoal, é de doer o coração. Eu que sou pai de três filhas, duas vivas e uma morta, não consigo deixar de ficar inquieto com tanta barbaridade que a humanidade, em seu estado doentio, pratica todos os dias, cada vez mais e mais. Coloco aqui no meu blog mais um caso onde um pai comete abuso sexual contra sua própria filha. Segue a matéria que aconteceu no Amazonas:

"Uma menina de 12 anos escreveu uma carta para relatar à mãe que era vítima de estupro do próprio pai, em Manaus. Segundo informações da Polícia Militar, a criança disse que planejava fazer a denúncia em ocasiões anteriores, porém sentia “medo e vergonha”. Após exames no Instituto Médico Legal (IML), os abusos foram confirmados e o acusado, de 34 anos, foi preso por estupro de vulnerável e encaminhado à Cadeia Pública Raimundo Vidal Pessoa. Ele nega a versão da filha.

Na carta, a menina pede perdão à mãe e diz que o estupro ocorria há algum tempo. “Mãe, eu nunca teria coragem de dizer para ele parar. Tudo começou quando ele veio com uma história de que queria lutar. Eu queria tirar ele de cima de mim, mas eu não conseguia, depois eu deixei, mas na minha mente eu nunca quis, ele falava para eu não sair, só que me doía muito, mas eu sempre deixava”, contou a vítima no texto.

“Eu não queria olhar na cara dele, mas eu tinha que fingir que estava tudo normal. Eu não queria mais escutar no jornal coisa (sobre) abuso porque me doía muito. Eu já tinha escrito outra carta, só que não tive coragem de entregar. Eu pedi a Deus coragem para entregar essa. Por isso, eu ficava com raiva de repente, nem ele nem a senhora me viram chorando, mas eu choro muito”, revelou.

De acordo com levantamento da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas, 1.283 casos de estupro de menores de 18 anos foram registrados de janeiro de 2014 a maio de 2016. Em 732 deles, as vítimas eram menores de 11 anos."

A que ponto o pecado manchou o coração das pessoas. A que ponto chega a ousadia do demônio, que até no plano de amor que Deus pensou para a família, pai, mãe e filhos, o inimigo se infiltrou e não deixa barato nem deixa de lado qualquer vertente do comportamento humano. Quanta destruição, quanta desgraça e quanto mal tem sido semeado entre as famílias, entre a sociedade e entre as pessoas. A sociedade que idealizamos aqui na terra não irá se tornar realidade antes da segunda vinda de Cristo. Sabemos pela revelação divina, feita pelo próprio Cristo sobre o fim dos tempos.

Pois, o povo de Deus é inclinado a se separar dele (Oséias 11,7) porém, para o nosso Deus, nunca é tarde:

Apocalipse 3,19-21 - Eu repreendo e castigo aqueles que amo. Reanima, pois, o teu zelo e arrepende-te.
Eis que estou à porta e bato: se alguém ouvir a minha voz e me abrir a porta, entrarei em sua casa e cearemos, eu com ele e ele comigo.
Ao vencedor concederei assentar-se comigo no meu trono, assim como eu venci e me assentei com meu Pai no seu trono.

Rezemos todos os dias pelas famílias. Por todos que estão inclinados ou se inclinando a afastarem-se de Deus e de toda a glória onde as muitas moradas no céu nos aguardam (João 14,2). Rezemos para que todos se afastem do desânimo que os prazeres miseráveis e carnais da vida terrena proporcionam e que, nascidos de novo e reanimados pela boa nova do evangelho, arrependam-se para poderem ouvir quem bate a porta e nos espera de braços abertos para nos conceder a coroa imperecível, amém!


fonte: Jefferson Roger

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens mais visitadas