segunda-feira, 27 de junho de 2016

Missas Personalizadas ofendem a Deus

Ezequiel 22,26 = Seus sacerdotes violam a minha lei, profanam o meu santuário, tratam indiferentemente o sagrado e o profano e não ensinam a distinguir o que é puro do que é impuro.
Lucas 16,15 = Ele lhes disse: Vós pretendeis passar por justos perante os homens, mas Deus conhece-vos os corações: porque o que para os homens é estimável, é abominável perante Deus.
Pois bem caros leitores, estamos mais uma vez aqui para falar dos “tiranetes” que insistem em se denominar sacerdotes de Cristo, mas que, no entanto, só para citar algumas passagens bíblicas não prestam um culto agradável a Deus, ferem a sacralidade e a liturgia das celebrações que garantem o culto e mais, encerro o parágrafo com uma frase de Nossa Senhora onde ela diz: “Cada sacerdote é responsabilizado perante Meu Filho”!

E não poderia ser diferente pois foi o Cristo quem disse “apascenta as minhas ovelhas”. É vergonhoso o fiel que tem por direito canônico uma participação sagrada na celebração do mistério pascal, vez por outra se deparar com essas missas “personalizadas” e vamos falar o português bem claro: “chegam a dar nojo e tristeza do que passa na frente do sacrário. Para este artigo o protagonista da vez é o Frei Hélio de Andrade, cujas celebrações tive o desprazer de participar. Liturgicamente falando os erros e abusos litúrgicos que o frei comete são vários. Mas como a gerência da igreja católica, fraca que é e acostumada a colocar panos quentes em tantas coisas, não toma atitude nenhuma, até perante várias denúncias feitas pelos fiéis, o povo de Deus ao invés de ser apascentado vai sendo mal pastoreado e segue um caminho confuso pela vida.

E nem é preciso ser um “expert” no assunto. Com poucas horas de estudos nos documentos da igreja, já se pode aprender como é prevista a boa e santa celebração da santa missa, por exemplo. A forma que garante a oficialidade do culto, dentro de um formato que realmente conduz o fiel para o fim último da missa. Ora, do contrário, se a igreja de Cristo, conduzida pelo Espírito Santo, não entendesse isso como necessário, para que o Missal Romano e sua instrução geral e para que tantos outros documentos? Basta por aqui.

Enfim, dizia eu que este frei, que a quem muito foi dado, muito será cobrado, deve, penso eu, pela idade ou por conceitos próprios, achar que a missa precisa ser mais “legal”, mais divertida e cheia de atrativos para o povo participar com alegria, como se fosse necessário atrativo maior que Jesus e seu evangelho, mas, o frei deve pensar diferente.

A missa já começa com o sinal da cruz cantado, o que já é completamente errado, antilitúgico e fere a regra de ouro da santa missa. Caso alguém não saiba ou não se lembre coloco a regra aqui: “O que não caberia fazer no Calvário, não faça na Santa Missa”. E antes que alguém não goste da regra, já vou avisando que foi dita pelo papa Bento XVI. Vamos em frente...

O referido frei gosta muito de gritar “vivaaaaa” e “êeeeeee”, pede a comunidade para repetir algumas palavras antes da oração do pai nosso, pede aplausos, manda os fiéis rezarem “junto” com ele a oração pela paz, que é uma oração feita pelo presidente da celebração entre mais alguns detalhes que não preciso me aprofundar. Sei que todos já perceberam que este servo de Deus é mais um que precisamos rezar por ele, pois anda desviando as ovelhas do Senhor do verdadeiro caminho que leva ao céu, semeando joio no meio do trigo. Isso é atitude do pessoal da banda de lá, todos sabemos. De nada adianta um esforço paroquial na catequese de jovens e adultos, formações para a comunidade enquanto a própria paróquia recebe celebrantes convidados que fazem o oposto do que se ensina pela igreja. Até quando isso vai? Não adianta apontarmos é verdade (lembram da trave no olho?), mas é preciso alertarmos a todos. Seguimos Jesus e não os pastores que não seguem a Ele. O povo de Deus precisa ser unir e promover o que Jesus nos pede, está lá, na oração do Pai Nosso: “seja feita a Vossa Vontade... e não a nossa, e não a dos padres.


fonte: Jefferson Roger

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens mais visitadas