sexta-feira, 8 de julho de 2016

O diabo cada vez exige mais...

Essa é uma máxima na batalha que acontece na história da humanidade, no que se refere ao proceder do nosso inimigo número 01.

O diabo cada vez exige mais e oferece menos. Já dizia o Padre Pio que, “quanto mais perto a alma está de Deus, maior é a tentação”. E nem poderia ser diferente. Com pouco raciocínio percebe-se facilmente que é exatamente isso que acontece. Na medida em que a pessoa vai se afundando numa vida de pecados, o vício a faz procurar por conta própria por tudo que é contrário a amizade de Deus. De pecadinhos que eram aparentemente inofensivos, porque estavam camuflados pelo inimigo, acabam por abraçarem e praticarem pecados de alta gravidade e deste ponto em diante, para cometerem pecados contra o Espírito Santo é questão de tempo.

Mas nessa constante permitida por Deus, que é a manifestação do demônio em nossas vidas, com suas tentações, saibamos que, esta permissão de Deus acontece porque o altíssimo, de um mal pode tirar um bem maior. Assim ensina a igreja e tantos santos nos confirmam bastando aqui citar Santo Agostinho.

Certa vez, para ilustrar mais um pouco o artigo, Santo Antão, o monge do deserto, que constantemente era tentado e atacado por satanás, houve ocasião que o monge, após uma batalha física e psicológica contra o demônio, após o vitorioso desfecho em favor do santo, eis que apareceu Jesus a felicita-lo por sua fidelidade a Ele e seu evangelho. Então Santo Antão perguntou: Senhor, porque me deixaste lutar e não me amparastes? E Jesus respondeu: “Antão, eu estava aqui o tempo todo, mas eu queria te ver lutar”.

Pois bem, percebemos que a tentação sempre irá existir, haja vista a Oração do Senhor nos ensinar a pedir que não caiamos em tentações. Além da vigilância e orações constantes que o mestre nos ensina é preciso estarmos sóbrios na fé, como nos recorda São Pedro em suas cartas. É preciso entender que, se consentirmos com as ocasiões de pecado, a cada passo que descermos na rampa da condenação, menos satanás irá nos oferecer porque não precisaremos mais de tantos empurrões ladeira abaixo, já estaremos caminhando sozinhos para a perdição.

Não nos envolvamos, portanto, com o diabo, Jesus já nos preveniu a respeito do inferno, tantas e tantas vezes no evangelho. Quem tem ouvidos ouça disse o mestre. Peçamos a graça de não cedermos a nenhuma oferta do mal porque desta árvore não pode sair bom fruto.


fonte: Jefferson Roger

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens mais visitadas