segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Jesus confirma ensino do Eclesiástico

No livro do Eclesiástico, presente no cânon do antigo testamento da bíblia católica, temos em seu capítulo 51,23-30, uma espécie de testemunho e exemplo a ser seguido. O trecho que está aqui neste texto nos recorda que, se nos humilharmos a Deus e nos colocarmos numa atitude de buscar com o coração e alma tudo que vem dos céus, procurando a verdade que vem do alto, ao recebermos de Deus esses dons, nos alegraremos imensamente e, naturalmente teremos uma atitude de testemunho na propagação do Reino de Deus. E assim, conformados a vontade de Deus e seguidores da sua vontade não seremos pelo Deus da vida, abandonados ou confundidos com os seguidores do mundo. Vejamos a passagem:

“Tributarei glória àquele que ma deu, pois resolvi pô-la em prática; fui zeloso no bem e não serei confundido. Lutou minha alma para atingi-la, robusteci-me, pondo-a em prática.

Levantei minhas mãos para o alto, e deplorei o erro do meu espírito. Conduzi minha alma para ela, e encontrei-a, ao procurar conhecê-la. Desde o início, graças a ela, possuí o meu coração; eis por que não serei abandonado. Minhas entranhas comoveram-se em procurá-la, e assim adquiri um bem precioso. O Senhor deu-me como recompensa uma língua, e dela me servirei para louvá-lo. ”

O belo desta passagem, é que o próprio Cristo, que é uno com o Pai e o Espírito Santo, confirma o ensinamento de Deus quando em Mateus 11,29-30, declara de forma direta, que é preciso sim, buscar seus ensinamentos e como consequência sua recompensa (o repouso da alma) pois, não existe sofrimento algum que se sobreponha ao bem-estar de aceitarmos o que vem dos céus. Por isso é que depois que aceitamos nossa cruz da salvação, que Jesus tanto nos quer dar, para que possamos entrar no céu, paramos de padecer, como dizia Santa Catarina de Sena, porque as provações e dificuldades que nos são concedidas servem para nos fazer crescer no amor e na graça. Vejamos o que diz Jesus:

“Tomai meu jugo sobre vós e recebei minha doutrina, porque eu sou manso e humilde de coração e achareis o repouso para as vossas almas. Porque meu jugo é suave e meu peso é leve. ”

É claro que se estamos passando por período de consolação, em plena amizade com Deus, é muito fácil fazermos nossas práticas religiosas. Agora, quando a dor e os sofrimentos batem a nossa porta, e eles sempre batem, se manter em pé perante a cruz, assim como fez Maria Santíssima não é tarefa que possamos fazer sozinhos (João 15,5).

Por isso as sagradas escrituras nos recordam no livro do Eclesiástico 11,27 – “No dia feliz não percas a recordação dos males, nem a recordação do bem no dia infeliz. “

Como vemos, caro leitor, essas duas realidades irão nos acompanhar por toda vida. E no mesmo livro do Eclesiástico, dos céus recebemos mais um lembrete. Este do capítulo 2,1-3: “Meu filho, se entrares para o serviço de Deus, permanece firme na justiça e no temor, e prepara a tua alma para a provação; humilha teu coração, espera com paciência, dá ouvidos e acolhe as palavras de sabedoria; não te perturbes no tempo da infelicidade, sofre as demoras de Deus; dedica-te a Deus, espera com paciência, a fim de que no derradeiro momento tua vida se enriqueça. “

E assim, compreendemos que, tudo isso que devemos fazer, que nos aponta o livro do Eclesiástico, precisamos fazer juntos com aquele que é manso e humilde de coração.


fonte: Jefferson Roger

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens mais visitadas