segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Do jeito que o diabo gosta

Na carta aos Efésios no capítulo 4,25-27 temos: “Fale cada um a seu próximo a verdade, pois somos membros uns dos outros. Mesmo em cólera, não pequeis. Não se ponha o sol sobre o vosso ressentimento. Não deis lugar ao demônio”. Esta passagem é de uma importância, verdade e veracidade impressionante. Em versículos como estes podemos perceber o quanto nosso inimigo cruel se esforça para arrastar as almas para a condenação. Estes versículos se bem observados nos mostram um itinerário que pode ou não conduzir a pessoa ao pecado mas, mesmo assim, independentemente de nossa escolha, revela uma particularidade maior ainda. Revela ao inimigo uma oportunidade para investir mais pesadamente com suas tentações. Vamos analisar a passagem.

Primeiro, é preciso se afastar da desobediência ao oitavo mandamento sempre falando a verdade. Segundo, caso aconteça a falta de verdade, que ela desperte a misericórdia e não a justiça pois esta nasce de um impulso colérico e por isso, pode facilmente nos fazer cair nas tentações. Terceiro, é preciso realmente virar a página, é preciso perdoar ao invés de desculpar. Porque a desculpa impõe condições, mas o perdão liberta os envolvidos para continuarem seguindo em frente. Quarto, durante todo o processo, seja em que etapa for ou se passarmos por todas elas, quem tem que ficar de fora da situação é o diabo.

Com uma oportunidade dessas, que para ele é maravilhosa, corações magoados e machucados, mentes transtornadas e almas inquietas e angustiadas, são alvos fáceis sob o pesado e maciço ataque das oportunas ofertas tentadoras e cheias de argumentos que a besta infernal faz aos fragilizados fieis.

O dito popular que está no título deste artigo revela muito bem a natureza concupiscente e o desejo reprimido da pessoa. Vamos exemplificar. O homem casado procura realizar suas fantasias sexuais com uma mulher que não é sua esposa porque ela transa com ele “do jeito que o diabo gosta”. Mas, antes de reações precipitadas vamos com calma entender essa frase. Santo Agostinho explica que o pecado é uma ação do espírito com maior ou menor participação do corpo. Um casal em santo matrimônio tendo relações sexuais e um homem adulterando com uma prostituta realizam ambos a mesma atividade. Por que um casal está pecando e o outro não? É a mesma atividade percebem?

Quando se fala que uma coisa está sendo feito do jeito que o diabo gosta significa em primeira mão, dizer que se está fazendo algo que desagrada a Deus. E as pessoas são muito confundidas pela doutrina de satanás. Ele prega a exaltação do homem fazendo as pessoas acharem que podem ser o centro de tudo e de que não precisam de Deus para se realizarem nesta vida. Não como o mundo ensina a realização pessoal.

E é verdade, porque as pessoas precisam de Deus para se realizarem na vida eterna. Muitos se revoltam contra Deus porque aos seus olhos, pessoas que levam menos a sério suas vidas possuem melhores coisas, melhores empregos, mais dinheiro, mais conforto e outros prazeres. Ao passo que aqueles que querem seguir Jesus, sentem algumas vezes, por fé fraca ou falta dela, o peso da renúncia que a cruz da salvação exige. Nestes momentos, ali está espreitando aquele que irá lhe explicar que não é preciso tanto assim, aquele que vai te explicar que ele pode te conceder o que quer ter, o que quer ser, e o que quer poder. Ele quer te conceder a felicidade do mundo, basta abrir mão da sua herança eterna, afinal, isso é fazer o que o diabo gosta.


fonte: Jefferson Roge

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens mais visitadas