quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Fé Teológica x Fé Devocional - parte I

Será que existe diferença entre o amadurecimento da fé através do estudo teológico e o amadurecimento da fé através do aprendizado mariano e da vida dos santos e santas de Deus? Sem dúvida existe algo. Este algo pode ser chamado de diferença? Vamos refletir com calma a questão para bem compreendermos e até nos situarmos com relação a fé que possuímos.

Aprendemos da bíblia que fé é um dom de Deus que nos faz ter a certeza a respeito daquilo que não se vê. Este ensino está lá na carta aos Hebreus. Também na carta aos Hebreus existe um ensinamento que é parte da catequese que Nossa Senhora tem aplicado em suas aparições ao longo da história da humanidade. Em Hebreus 6,12 temos “sejais imitadores daqueles que pela fé e paciência se tornaram herdeiros das promessas”.

Quem são aqueles que se refere o versículo? São os santos. Herdeiros de quais promessas? As promessas prefiguradas da antiga aliança que se aperfeiçoam na nova aliança através da boa nova do Reino que Jesus veio a nos tornar conscientes. Em resumo, a vida eterna na glória dos céus. Pois bem, é disso que fala a mãe de Deus e nossa mãe quando diz em suas aparições para “aprendermos com a vida e o exemplo dos santos”. Ela que sem dúvida sabe mais do que qualquer um de nós pecadores, não apontaria para uma direção que não nos conduzisse para Jesus. E que melhor direção do que aprendermos com a vida e o exemplo dos santos que nos testemunham que Jesus continua vivo na sua igreja?

A igreja de Cristo, administradora dos sacramentos, prega que a religiosidade e a fé das pessoas deve ser cristocêntrica e enfatiza que o título de Senhor deve ser atribuído apenas a Jesus, Rei do Universo. A grandiosidade de Maria Santíssima não é tratada pela igreja como ela é tratada por Deus. Vamos ver como se dão as coisas. Todo bom católico deve e tem a obrigação de saber que diante de Deus, Maria Santíssima é menos que um nada. Isso quem nos confirma é São Luiz Maria Grignion de Monfort, em seu livro “Tratado da Verdadeira Devoção a Virgem Santíssima”. Mas, diante de nós ela é infinitamente maior, também afirma o santo. É fato para todos que Deus quis servir-se de Maria na salvação e redenção da humanidade. Do contrário bastava Jesus descer dos céus já como adulto e pronto. Mas não aconteceu assim, Deus quis envolver Maria e não a descartou depois disso como muitos não católicos defendem.

E por quê? Ora, quem melhor conhece um filho do que sua mãe? É possível se aproximar direto de Jesus? Claro que é! Mas, se escolhemos nos aproximar de Jesus através de Maria as coisas ficam bem diferentes. Ela irá nos auxiliar, nos ajudar, corrigir e orientar para que possamos chegar na presença de seu filho conformes a sua vontade. Eis a escola de santidade de Maria tão divulgada pelos santos em todo o curso dos séculos. E nesta escola de santidade o Santo Rosário tem lugar de destaque. Vejamos:

Trecho do Livro o Segredo do Rosário: “Vendo São Domingos que a gravidade dos pecados dos homens estava obstruindo a conversão dos albigenses, adentrou-se numa floresta perto de Tolosa onde orou incessantemente por três dias e três noites. Durante este tempo, ele não fez nada a não ser chorar e fazer duras penitências a fim de apaziguar a ira do Poderoso Deus. Ele se utilizou de disciplina tão drástica que seu corpo estava dilacerado e finalmente caiu em coma. Nesta hora Nossa Senhora apareceu-lhe, acompanhada de três Anjos, e lhe disse: “Querido Domingos, você sabe de que ARMA a SANTÍSSIMA TRINDADE quer usar para mudar o mundo?” São Domingos respondeu: “Oh, minha Senhora, vós sabeis bem melhor do que eu pois, depois de vosso Filho JESUS CRISTO, vós tendes sido sempre o principal instrumento de nossa salvação.” Nossa Senhora respondeu-lhe: “Quero que saibas que, a PRINCIPAL peça de combate tem sido sempre o Saltério Angélico que é a pedra fundamental do Novo Testamento. Assim quero que alcances estas almas endurecidas e as conquiste para DEUS, com a oração do meu Saltério.” E para concluir o pensamento São Luiz diz assim em seu livro: “Caros leitores, prometo a vocês que se praticarem esta devoção e ajudarem a divulgá-la, vocês aprenderão mais do Rosário do que qualquer livro espiritual". E ainda mais, vocês terão a felicidade de serem recompensados por Nossa Senhora, de acordo com as promessas que ela mesma fez a São Domingos, ao Bem-aventurado Alano de La Roche e a todos aqueles que praticam e encorajam esta devoção que é tão querida para ela. Pois, o Santo Rosário ensina as pessoas sobre as virtudes de JESUS e Maria, os leva a oração mental e imitar Nosso SENHOR E SALVADOR JESUS CRISTO. Ele nos ensina a aproximar sempre dos Sacramentos, a batalhar pelas virtudes cristãs e a fazer todo tipo de boas obras. Continua na parte II...


fonte: Jefferson Roger

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens mais visitadas