segunda-feira, 3 de outubro de 2016

Testemunho de intercessão dos anjos – parte I

Para aqueles que não acreditam que o bondosíssimo e misericordiosíssimo Deus se faz valer de inúmeros meios na vida das pessoas, para faze-las crescer no amor e na caridade, até alcançarem a estatura de Cristo, mal sabem eles o tempo que estão a perder em suas vidas. Se algo acontece de ruim, se revoltam contra Deus, se algo acontece de bom, não lembram de Deus. Muitos agem assim. Ficam atrás dos porquês que não irão encontrar respostas porque fazem perguntas erradas.

O ser humano é capaz de suportar qualquer COMO se ele tem um PORQUÊ.

E quando enfim enxerga os porquês em sua vida, abre seu coração para a proposta de Deus e passa a viver uma vida como nos recorda São Paulo aos Romanos 12,12 – “Sede alegres na esperança, pacientes na tribulação e perseverantes na oração”. Que bom, caro leitor, que pelas graças de Deus, muitos passam pela provação e saem do outro lado, fortalecidos e com certeza de que existe um Deus, que nos ama e quer a nossa salvação muitas vezes até mais do que nós mesmos. Um Deus que não se cansa de nos mostrar que se nos castiga e nos corrige é porque nos ama (Provérbios 3,12).

Assim é na vida de tantos e assim foi na vida de Fabiano Vilela, um professor de educação física, curitibano, casado. A um ano, Deus queira dele um crescimento a mais, queria de Fabiano e todos que o conhecem, que subissem mais um degrau rumo à porta estreita. Em um acidente de cenário assustador, segundo relato de testemunhas entrevistadas pela Banda B, Fabiano, que estava de bicicleta, colidiu frontalmente com um motociclista, num acidente que os projetou cabeça com cabeça. Não veio a óbito, mas o impacto lhe causou a perda da consciência e memória do acidente instantaneamente, o que seu capacete, que ficou muito danificado pôde atestar com clareza.

Começa então sua grande provação. Acamado na unidade de tratamento intensivo do Hospital Evangélico e em coma induzido, a notícia chegou até os familiares e mais próximos. Aqui neste momento, é separada a pessoa que tem fé daquela que cai por terra porque faz da fé um artigo de luxo.

Entre as pessoas que tem fé, entra em cena uma amiga próxima da vítima, quem nos contou essa história, que ao saber da notícia e ciente, como Santa Terezinha do Menino Jesus e da Santa Face, da sua pequenez e de que sem Jesus nada pode fazer (João 15,5), acendeu uma vela ao padroeiro da comunidade em que vive, o Poderosíssimo Arcanjo São Rafael (Medicina de Deus), portador da cura de Deus, um dos sete que assistem diante do Trono do Altíssimo (Tobias 12,15) e para quê? Para que suas orações e as orações de seu esposo, chegassem até os céus pedindo a intercessão de São Rafael para este momento que acometeria a vida do Fabiano.

E porque isso? Porque “Onde dois ou mais estão unidos de comum acordo, seja para pedir o que for, meu pai vos concederá, porque onde dois ou mais estiverem reunidos em meu nome, eu estou no meio deles” (Mateus 18,19-20). E assim, de oração em oração, de novena em novena, a oração do justo que tem grande eficácia (Tiago 5,16) começa a mover os céus e aos poucos o professor Fabiano, o amigo Fabiano, o marido Fabiano, o filho de Deus, Fabiano, começa a melhorar e hoje após um ano de orações e muita dedicação à causa por parte de tantos cristãos, ele mesmo pode nos contar como foi.

Acompanhem caros leitores o desfecho desta história na continuação deste artigo.


fonte: Jefferson Roger

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens mais visitadas