sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Ofensas contra Jesus e Maria Santíssima

Quando uma pastora quebra uma imagem de Nossa Senhora Aparecida com marretadas, é porque ela sabe que os católicos brasileiros estão cada vez mais frios e pouco devotos de Nossa Mãe. E que nenhuma voz do clero vai se levantar em defesa dEla. (clique aqui para assistir o vídeo da pastora)

Quando um pastor cobra 8 milhões para se tocar em sua camisa ensanguentada, que produziria milagres... comete-se mais um pecado horrível contra Nosso Senhor Jesus Cristo que...verteu sangue abundantemente para nos salvar, não cobrou nada, e agora vê as almas que ele resgatou acreditar em charlatães.

Quando um padre vai para a grande mídia justificar que uma escola de samba utilize a sacrossanta imagem de Nossa Senhora Aparecida para sair num desfile de Carnaval... que pecado é esse?

Pois é queridos leitores católicos, é sempre assim, nossa religião vira e mexe, a religião da igreja fundada por Nosso Senhor Jesus Cristo sobre a profissão de fé do apóstolo São Pedro, da qual Maria Santíssima, mãe de Jesus, nossa mãe e mãe da igreja, é também membro desta igreja, volta a ser alvo de ofensas, e ofensas essas que são, como diz o próprio Cristo feitas a Ele. Foi Jesus quem disse que o fazemos ao outro é a ele que fazemos. Afinal se somos membros do corpo de Cristo, que é a sua igreja, ele que assumiu nossas culpas no alto da cruz, e é o mais interessado em nossa salvação, comprou uma briga por todos que abraçam a sua oferta redentora e não vai ser vencido em misericórdia mas, atenção, nem em justiça.

A nós católicos nos cabem, além de reflexões, atitudes concretas. Entre estas o ato de reparação. É um momento de inundarmos o céu com atos de reparações, muitos rosários, muitos terços de misericórdia e muitas santas missas, entre outras práticas. São tempos que se adiantam em ofensas diretas a Jesus e a Maria, que não passarão sem a devida sentença. Agora os desinformados reformadores que professam a livre interpretação bíblica e apenas suas palavras como regra, de forma equivocada e afastada dos evangelhos, agem na verdade, como falsos profetas e que seduzem a muitos, já nos alertava sobre isso Jesus.

Por fim ao católico agora, acontecimentos assim, também ilustram a passagem em que o apóstolo São Paulo diz que une seus sofrimentos aos sofrimentos de Cristo. Pois quando alguém fere a doutrina católica, fere a doutrina do Cristo e, por conseguinte nossa doutrina, nossa fé e nossa tradição.

Estes tipos de acontecimentos sempre irão acontecer, estão inseridos dentro da natureza humana que se contaminou com os pratos saborosos que o inimigo cruel, satanás, oferece para disfarçar suas mentiras. É tamanha a diversidade religiosa criada pelo homem, mas Jesus já avisou a todos que a porta é estreita, que muitos tentarão e não conseguirão, que aquele que perseverar até o fim este será salvo e que é preciso renunciar a si mesmo, tomar a sua cruz dia após dia e segui-lo, se desejamos um dia, estar no paraíso.

A dura exigência do amor de Deus irá, como já sabemos pelas próprias palavras do Cristo (Apocalipse 22,12), tratar a cada um conforme a maneira que vivemos esta etapa de nossas vidas, que são eternas e estamos aqui apenas nos preparando com nossas atitudes ou falta delas, para vivermos a glória ou condenação que será justamente merecida por cada um. Ou alguém arriscaria chamar Jesus e suas promessas de mentirosas? Ou taxa-lo de injusto? Alguns já fazem assim por não levarem a vida que querem e não serem atendidos por Deus como se cada um fosse quem se deve servir e não aquele que deve ser servo (Mateus 20,27-28).


fonte: Jefferson Roger

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens mais visitadas