terça-feira, 16 de maio de 2017

O que os pais recebem dos filhos

As sagradas escrituras estão repletas de ensinamentos e exortações a respeito do comportamento e relação entre pais e filhos. Nos dois testamentos, o antigo e o novo, o que não faltam são textos que tratam a respeito do tema. Nem poderia ser diferente. Tudo se baseia no princípio da criação, no plano de Deus. Por ser amor e querer compartilhar esse amor eternamente com alguém, não com alguma coisa, nos criou e nos colocou no mundo para assim vivermos na eternidade ao seu lado. Infelizes de nós que herdamos o pecado que se originou lá atrás. Ahhh se esse Adão e Eva cruzarem nosso caminho lá no céu, vamos falar umas boas para eles! Acredito que muitos já pensaram nisso! Mesmo que de forma descontraída. Vamos falar a verdade caros leitores, sobrou para todo mundo o que os dois fizeram e, ainda bem, satanás não ficou de fora e sobrou para ele também. Ufa, que bom, assim, já que todo mundo tem que se ferrar, nada mais justo que o causador de tudo também pague o pato e fique com a fatia maior do prejuízo.

As pessoas as vezes não compreendem porque é que tem que ser assim. Pensam que Deus poderia ter resolvido a questão com os três envolvidos e pronto, passa uma borracha e vamos adiante. As pessoas pensam assim e até se revoltam contra essa atitude divina, mas em seu dia a dia fazem exatamente o mesmo. Querem ver num exemplo?

Dois irmãos, um é mais velho do que outro. O mais velho recebe a missão da mãe de limpar e arrumar o seu quarto, fazer os deveres escolares e depois ir tomar banho e lhe proíbe de ao invés disso ficar jogando videogame e navegando pela internet em seu smartphone. Ao mais novo lhe cabe por hora apenas brincar e não destruir a casa, brincar então apenas com seus brinquedos. A ordem foi dada para os dois. No entanto o mais velho querendo se safar das obrigações convida o mais novo para jogar videogame e navegar na internet. Chegam os pais do trabalho e se deparam com a cena. Eles perguntam: arrumou o quarto, fez a lição, já tomou banho? Ele tem que dizer que não e joga a culpa no irmão mais novo que não o deixava em paz e queria brincar. E com isso acabou conhecendo o mundo da internet e dos jogos eletrônicos, realidade que não eram ainda para seu tempo em termos de idade. Perguntam para o pequeno se é verdade o que o mais velho disse. O pequeno disse que o mais velho disse que a mamãe queria que brincassem junto de videogame e navegassem pela internet para que ele já fosse aprendendo como são as coisas do mundo moderno. O que fazem os pais? Vai todo mundo para o castigo, cada qual de acordo com a sua desobediência e infração. Viram? Assim agem os pais, imitando a natureza humana exatamente o que fez e o que faz até hoje a natureza divina.

Portanto, antes de ficarmos mergulhados nas exortações bíblicas e apostólicas sobre família, pais e filhos, o que é imprescindível e muito recomendado, precisamos ter em mente o que disse Jesus: Conhecereis a árvore pelos frutos. Se plantamos em nossos filhos coisas boas, regamos, cultivamos, podamos as ervas daninhas do mundo, mantemos bem nutrida a sua vivência na fé com nossos exemplos, testemunhos e ensinamentos, isso receberemos deles. Essa é a nossa obrigação assumida perante o altar no dia do santo matrimônio.

O mundo, temos certeza, fará de tudo para que nossa entrada seja proibida nos céus e ademais, também de nossos filhos. Nossa família é um dos principais alvos do inimigo. Nossos filhos são vulneráveis e não estão isentos da batalha. Vale para nossa vida o lema dos três mosqueteiros: um por todos (Jesus por nós) e todos por um (os membros da família por cada integrante dela).


fonte: Jefferson Roger

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens mais visitadas