segunda-feira, 29 de maio de 2017

Se você não está em estado de graça, não reclame!

A palavra de Deus nos ensina que a tudo devemos dar graças a Deus. De uma forma bem resumida esse tudo engloba as coisas “boas e ruins”, para tratar do assunto de uma forma bem catequética. A bíblia nos ensina que precisa ser por tudo porque, Deus nos concede as coisas boas e permite ou concede as ruins. Desta forma, se fizermos escolhas erradas acabaremos escolhendo coisas ruins que julgamos serem boas e deixaremos de aceitar coisas ruins que não julgamos boas. O cenário aqui que serve de pano de fundo para a questão, é a salvação das almas.

O estado de graça que perdemos é feito por escolha própria, o bem e o mal nos é apresentado e conscientes da matéria grave e com pleno consentimento e desejo de acatar a matéria, nos excluímos por decisão própria do cuidado individual que Deus promove aos que o amam e temem.

Eclesiástico 15,14-22 – “No princípio Deus criou o homem, e o entregou ao seu próprio juízo; deu-lhe ainda os mandamentos e os preceitos. Se quiseres guardar os mandamentos, e praticar sempre fielmente o que é agradável (a Deus), eles te guardarão. Ele pôs diante de ti a água e o fogo: estende a mão para aquilo que desejares. A vida e a morte, o bem e o mal estão diante do homem; o que ele escolher, isso lhe será dado, porque é grande a sabedoria de Deus. Forte e poderoso, ele vê sem cessar todos os homens. Os olhos do Senhor estão sobre os que o temem, e ele conhece todo o comportamento dos homens. Ele não deu ordem a ninguém para fazer o mal, e a ninguém deu licença para pecar; pois não deseja uma multidão de filhos infiéis e inúteis.”

Salmos 33,8 – “O anjo do Senhor acampa em redor dos que o temem, e os salva.”

Se escolhemos uma vida longe da graça não reclamemos da falta de um cuidado exclusivo, até mesmo de nossos anjos da guarda, pois se não tememos a Deus e viramos as costas para ele, escolhemos nossa recompensa já aqui na terra e muito pouco por nós pode fazer nosso guarda espadas, uma vez que ele a mando do criador não pode interferir em nossas escolhas, pode sugerir, influenciar, aconselhar, mas não pode invadir nossa vida, nos tomar pela mão e nos arrastar para o bom caminho. Embora sabedores dessa realidade, ficamos numa ridícula atitude ingênua mentirosa esperneando porque as coisas estão muito mais difíceis na vida e todo nosso esforço parece render muito pouco ou nem isso.

Decidimos não temer mais a Deus e pagar o preço de se viver o aqui e agora dos prazeres terrenos deixando essa história de buscar primeiro o Reino de Deus e a sua justiça. Agindo assim, como nos confirmam as escrituras nos colocamos sob o domínio de satanás:

Tobias 6,16-17 – “O anjo respondeu-lhe: Ouve-me, e eu te mostrarei sobre quem o demônio tem poder: são os que se casam, banindo Deus de seu coração e de seu pensamento, e se entregam à sua paixão como o cavalo e o burro, que não têm entendimento: sobre estes o demônio tem poder.” Como vemos caros leitores, a explicação abrange aqueles que se casam, se esta é a situação dos que se casam e exercem o sexo desregrado, fazendo dos cônjuges objetos, o que não demora para mais cedo ou mais tarde permitir a entrada no adultério no casamento, imaginemos como está a situação dos que praticam o sexo, ato exclusivo dos esposos em santo matrimônio, fora do casamento. No fundo da questão a situação é mais abrangente porque os prazeres da carne que são impuros e frutos da luxúria acabam por envolver outras formas de pecado. Pecado gera pecado e pecado se comete para acobertar outros pecados. Assim o vício se instala e depois o que ele faz, assim que escravizar a pessoa, é apenas alimentar um vazio de coração porque o corpo nunca vai se satisfazer por completo e como não existe a intervenção espiritual, porque esta está embotada junto com a mente pelo mal, reclamar de nada vai adiantar, foi uma escolha feita. Mas existe uma saída, agarre-se a Deus, se arrependa, mude de vida, se converta e confesse seus pecados. Volte assim seu olhar para o Cristo, deixe o homem velho para trás e viva uma vida de graças abundantes, cercado pelos cuidados divinos através de seus anjos, amém.


fonte: Jefferson Roger

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens mais visitadas