terça-feira, 11 de julho de 2017

Esse é "o cara"

Desde que o Estado Islâmico atingiu seu maior alcance em 2014, de lá para cá sua dominação vem caindo ao preço de muitas vidas e de uma crise humanitária que será sem dúvida uma consequência desses eventos. Quem vos fala já foi advertido em tempos passados para tomar “cuidado com o fundamentalismo”. E também advertido a me colocar no meu lugar e ficar quietinho porque “santo de casa não faz milagre”. Ademais, os mesmos acusadores se reservam ao direito de nem “sequer responder a perguntas” e manterem em riste o estandarte de que o que vale é a sua verdade. Em tempos como os que vivemos e arrisco dizer que todo tempo é o tempo em que vivemos, alguém sempre irá tentar impor sua verdade e modo de pensar e agir sob nenhuma abertura para diálogo.

Abu Bakr al-Baghdadi, hoje com 46 anos pertencia ao grupo de Osama Bin Laden em 2003, denominado Al-Qaeda. Chegou naquela época até a ser capturado, mas considerado um alvo civil foi libertado. Se as forças militares da época pudessem conceber o que viria pela frente, não o teriam solto pois mais tarde em 2013, ele rompeu com a Al-Qaeda e passou a comandar o Estado Islâmico, falando-se de forma muito resumida. Existem boatos de sua morte devido a um ataque russo num local de reunião dos líderes do estado islâmico mas a informação não foi totalmente confirmada. Seja como for, morto ou não, Abu Bakr leva ou levava em frente, proclamando-se califa (líder de todos os muçulmanos) o ideal religioso de seu povo, promovendo aos contrários de sua “fé” (e que fé em caros leitores) a morte por não seguirem a doutrina da forma como eles pregam. Uma coisa seria dizer para Abu Bakr em vista de tudo que ele faz, que devia tomar cuidado para não ser fundamentalista, outra coisa completamente diferente, penso eu, seria dizer para mim ou para você caro leitor. Claro que existe sempre o termo de comparação para salvaguardar os apontamentos e de fato precisamos crer nisso para vivermos na verdade.

No entanto os termos de comparação podem ser manipulados, assim como uma pessoa pode andar na verdade de Cristo, na verdade do outro ou na sua verdade. O estado islâmico caminha segundo sua verdade e seus termos de comparação. Quanta morte o mundo assistiu e assiste pelos noticiários e pela internet. Quem sabe isso tenha fim, essa passagem, mesmo que devastadora do estado islâmico um dia termine. Outrossim, hoje, esse que “é o cara”, e que tem os olhos do mundo e das autoridades militares sobre ele, tem sim a devida atenção por tudo que faz, porém, mais atenção precisa ser dada a um inimigo maior. O inimigo de nossa alma, aquele que não mede esforços para nos perder no fogo do inferno. Aquele que quer nos facilitar toda forma de alegrias, prazeres e luxúrias aqui na terra, fazendo dela um paraíso sem Deus, para mais tarde ter nossa companhia na eternidade das penas. Não enxergam que, aqueles que aderem à sua rebeldia, são usados como papel higiênico.

Diferente de Abu Bakr, o diabo não promove um ataque direto, querendo impor por força militar uma ofensiva para subjugar, persuadir e converter pelo medo as pessoas ao seu redil. Satanás faz boa política, paga propina, concede favores e todo o tipo de regalia para aqueles que querem uma vida diferente da que Deus propõe. Deus propõe a eternidade com Ele em troca de uma vida aqui na terra sob sua vontade. Satanás propõe a eternidade com ele em troca de uma vida aqui na terra sob nossa vontade. Um coloca as cartas na mesa, o outro deixa debaixo da manga. Na hora “h”, o que já estava às claras é confirmado, o que não estava recebe a cartada de mestre. Por isso não foi à toa que Jesus nos mandou sermos vigilantes e seus imitadores. Com uma chance apenas para salvarmos nossa alma não podemos nos meter em confusão que não podemos sair. Não é como num jogo de videogame em que podemos, se morrermos, retomar do ponto que caímos ou recomeçar do início da fase. Na vida real temos que escolher qual “cara” iremos seguir. Deus e os seus ou o diabo e os seus.


fonte: Jefferson Roger

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens mais visitadas