quinta-feira, 6 de julho de 2017

Muito Cuidado!

Se existe uma coisa que o ser humano precisa fazer durante sua vida é tomar cuidado. Se olharmos com bastante atenção iremos perceber que praticamente em todas as áreas de nossa vida precisamos tomar cuidado. E o cuidado deve acontecer duplamente: 100% do tempo para nosso corpo e 100% do tempo para nossa alma. Um depende do outro. O corpo depende da alma sair-se bem nesta terra para que ele se torne um dia, um corpo glorioso. A alma depende do corpo para executar suas obras (Apocalipse 22,12), interagir entre as pessoas e glorificar seu criador (1ª Coríntios 6,20) neste vale de lágrimas, tudo para seu crescimento mútuo (corpo e alma) e conquista da glória eterna.

Some-se ao cuidado do corpo e da alma, o bom senso e a decência, aliadas ao pudor e a modéstia para que todas as nossas atitudes de fato se configurem ao modelo (1ª Coríntios 11,1) do Cristo Ressuscitado. Não devemos nos portar perante as pessoas de qualquer jeito ou de um jeito que melhor nos convém. Tem que ser como convém a santos (Efésios 5,3) e não como convém ao mundo (1ª Coríntios 6,12). Não se trata, porém, de apenas não se importar com o que as pessoas acham, se importam ou reparam. É muito mais do que isso. Ser imitador de Jesus é como os santos diziam; falar, vestir e se comportar de forma a ficar bem claro para quem quer que nos veja de que se trata verdadeiramente de uma pessoa que teme a Deus. E o temor a que se refere aqui, o temor de Deus não é o medo de Deus, mas medo de afastar-se de Deus e de entristece-lo.

É como nos orienta Jesus, tem que ser por Deus e para Deus. As coisas do mundo e suas ofertas precisam passar por uma peneira muito fina e criteriosa de nosso julgamento. Precisamos ser exigentes conosco num empenho que precisa sempre ser máximo. É necessária uma consciência constante e permanente a respeito do invisível. É o famoso dito popular “Deus está vendo”. E se esse dito é tão verdadeiro, e acreditamos que Deus, que nos é invisível realmente está vendo o que fazemos, não fazemos e pensamos, então por consequência toda a esfera espiritual que é invisível para a grande maioria de nós, também está vendo.
Certa vez dois rapazes conversavam entre si e um ofereceu ao outro um endereço de site pornográfico. O rapaz recusou a oferta ao passo que seu colega (amigo da onça) quis saber o porquê. Ele respondeu que, primeiro não via esse tipo de conteúdo porque é errado e segundo porque ele tinha vergonha do seu anjo da guarda. Ótima resposta e que reflete fielmente a realidade celeste em nossas vidas. Assim sendo, como vimos o cuidado é dobrado no sentido de cuidarmos tanto do corpo quanto da alma. Ao corpo é preciso um agir sob as regras do pudor e da modéstia. Nada de roupas curtas demais, decotadas demais, justas demais ou transparentes demais. Ou ainda roupas que diminuam a dignidade humana ou exponham aos olhares alheios ocasião de pecados em suas várias formas. Do mesmo modo ao corpo se deve o zelo e o asseio pois o desmazelo denota uma falta de compromisso e responsabilidade com algo que nos foi dado por Deus e que deve ser entregue de novo para que seja glorificado ou atirado nas chamas eternas. Já pensou caro leitor se Jesus nos perguntar no dia do nosso juízo porque tratamos nosso corpo dessa ou daquela maneira e não lhe demos o devido cuidado ou respeito? Como não existe segunda chance (Hebreus 9,27) poderemos não ter como responder os erros conscientemente feitos por abraçarmos doutrinas, conceitos e pensamentos que não coadunam com o evangelho. Simples como as pombas e prudentes como a serpente (Mateus 10,16) procuremos sempre agradarmos em primeiro lugar a Deus e nos conformamos a sua vontade para que tenhamos vida, e vida em abundância (João 10,10).

Artigos relacionados:

Cuidado do corpo e da alma

Cuidado existe para ser tomado

Cuide para não cair

Não deixe a vaca ir para o brejo

A gravidade do pecado


fonte: Jefferson Roger

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens mais visitadas