quinta-feira, 30 de novembro de 2017

Que bagunça, por onde começar?

Pessoal, a globalização do mundo nos permite ficarmos antenados em todos os acontecimentos que nos cercam e não nos cercam. Por conta disso, o que as pessoas tendem a fazer é concentrar suas atenções em torno dos assuntos que lhes são mais atrativos e interessantes. Não parece até aqui algo muito grave, mas, o detalhe reside no fato de que deixam de concentrar esforços em temas que são necessários acompanhar. Refiro-me ao assunto “sua religião”. Se és católico não deves ficar apenas no seu mundinho, precisa ao menos “dar uma passadinha” pelos acontecimentos ao redor do planeta para ficar ciente do que se passa com o catolicismo. Vamos fazer isso?

O cardeal Vincent Nichols de Westminster apoia publicamente o segundo casamento do príncipe britânico Harry com a divorciada, que não se sabe ser judia ou católica, Megan Markle. Atrizes atuam como freiras numa igreja de verdade. O fato ocorreu em julho de 2017 numa igreja agostiniana em Malta. Na igreja católica de São João Batista em Borgloon, na Bélgica, uma vaca crucificada foi erguida no presbitério e o bispo local não reagiu contra essa satânica atitude. Foi aprovado na Austrália, mais um país que vira as costas para Deus, o pseudo-casamento gay. Agora as autoridades locais estão estudando uma lei que permita que, como eles chamam os sacerdotes, “profissionais religiosos”, se recusem a realizar esses casamentos. No entanto, neste país, está em pleno curso a tentativa de diminuir a liberdade religiosa e inclusive a proibição de que os pais não permitam que seus filhos frequentem os ensinamentos sobre os gays nas escolas.

Como podemos ver, caros leitores, bastou uma pequena passada pelos sites católicos do mundo todo para se comprovar a baderna que anda a “casa de oração”, a “casa de meu pai”, nas palavras do próprio Jesus. É nítido aos olhos de todos que, assim como o mar vermelho se dividiu, dentro de nossa igreja católica e religião, ocorre uma divisão praticamente explícita. É possível vermos duas frentes muito claramente: os modernistas liberais e os conservadores tradicionalistas. Um lado é preciso ser tomado. Vale lembrar que Jesus disse que quem não está com ele, está contra ele. Ele também nos alertou em seu evangelho que muitos viriam em seu nome para pregarem uma doutrina que não coaduna com os ensinamentos celestes. São Paulo vai dizer que esse é um evangelho das pessoas que são anátemas. É um contraste descarado em relação a radicalidade ensinada pelo Cristo.
Ao se estudar a história católica se percebe esses acontecimentos em todos os séculos. Tamanha é a justiça de Deus que quis o criador de todas as coisas visíveis e invisíveis, que cada geração passasse pelo fio da navalha. Nem poderia ser diferente, do contrário seria Deus injusto e mentiroso. A respeito de ser mentiroso, Lutero a respeito de Jesus diz abertamente isso. Jesus disse que não abandonaria sua igreja e que as portas do inferno não prevaleceriam contra ela. Lutero disse que Jesus mentiu, porque ele deixou a igreja de lado e por isso é que a igreja católica está como está, penetrada, nas palavras de Paulo VI, pela fumaça de satanás. Pobre Lutero, não percebe a catolicidade do que Jesus ensinava. A igreja católica não vai ruir, vai sofrer muito na pessoa de seus membros e por causa de seus membros que querem servir a dois senhores, mas, não vai ruir. Eu acredito no que Jesus disse e eu confio nele. Não consigo conceber que esse colosso de mais de dois mil anos simplesmente vai cair por terra! Ora, ela não foi criada sobre a areia e sim sobre a rocha, a fé que move montanhas e que vive no coração do verdadeiro católico garante isso, que é garantido por Jesus. Os evangélicos protestantes dizem seguir a bíblia, mas essa parte que Jesus garantiu não quiseram acatar, acharam melhor pular fora do barco propagandado por Lutero, que estava afundando e entrar no barco do reformador luterano.

Embora tenhamos que conviver com todas as mazelas da vida e do mundo, sofrendo na carne e unindo nossos sofrimentos ao do Ressuscitado, nossa perseverança receberá a recompensa (Mateus 10,22). Nossa parte temos que fazer, temos uma escolha a tomar, do lado dos benditos ou do lado dos malditos? Como os modernistas que querem agradar a dois senhores ou como os conservadores que querem agradar a Deus? Já passou da hora de decidirmos e vivermos o que cremos pois, como nos alerta São Tomás de Aquino: “quem não vive o que crê, termina crendo o que vive”.


fonte: Jefferson Roger

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens mais visitadas