quarta-feira, 21 de março de 2018

Que se dane

A vida é uma prisão, cheia de regras e sem solidão. A culpa é do barulho, não do barulho do vento que quase não se escuta mais porque em selva de pedra ele não encana. E por falar em pedra, me recordo que foi dito que não ficará pedra sobre pedra. Pois bem, isso nos soa como um grande estrago que está por vir. Porém, quem sabe não é um estrago bem-vindo? Um estrago que vai causar destroços ao ponto de me libertar desta prisão? Não sei se torço a favor ou contra.

Parece não importar quando gasto algum tempo para pensar, para filosofar e para questionar. Pensar até posso e consigo. Filosofar com um pouco mais de esforço sai alguma coisa. Agora, questionar é algo perigoso de se fazer, pois posso errar feio mirando em alvo equivocado. Se questionar se limitasse aos “porquês” porque queremos saber das coisas ainda vá. Mas tantos de nós queremos sim é confrontar o que é certo e não entendemos e que vai contra aquilo que queremos e acreditamos.

Neste momento de nossas vidas esbarramos em algo além de nossa completa compreensão: Deus. Um Deus incompreendido e que parece dar muito pouco de tudo que queremos e cobrar muito, mas muito de tudo que ele quer. Fala-se que somos livres, mas quantos não se sentem como um cavalo adestrado sobre o efeito de esporas e do arreio e freios? Se queremos dar alguma direção para nossas vidas só conseguimos fazer livre de todo o aparato escravizador desse Deus que envia recados. Acreditem, acreditem, não acreditem o problema é de cada um, Deus não está nem aí, sobreviva a esta batalha campal chamada vida e, se fores um exímio guerreiro e fiel seguidor e servo das vontades celestes entrarás para a tão prometida glória dos céus.

Que se dane, haja trabalho; é um pedir, pedir e pedir e receber quando muito, migalhas! Nem com paciência se dá conta de uma rotina como esta. Vou jogar a toalha e cuidar do meu umbigo, correr atrás da felicidade aqui e agora porque dizem os cristãos e católicos que está escrito na bíblia que Jesus disse que “é muito difícil entrar no reino dos céus”. Então se é muito difícil, eu que não valho quase nada perante a opinião dos homens, quem dirá da opinião de Deus? Se não me resta esperança vou brindar os prazeres terrenos porque a vida é curta e nem sei quanto curta é.

Caros leitores, esse desabafo totalmente equivocado nada mais é do que o desabafo de um covarde, de um derrotado, de uma pessoa mimada pelo mundo que não tem sequer vergonha na cara. Encontrou a verdade (Jesus), comprovou de fato que essa verdade é a verdade que liberta (caminho, verdade e vida), e não encontrou forças para abandonar sua soberba (imitando a satanás) e pronunciar as palavras, dirigidas a Deus assim como Maria Santíssima fez: “Eis aqui a serva do Senhor, faça-se em mim segundo a tua palavra”.


fonte: Jefferson Roger

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens mais visitadas