terça-feira, 7 de agosto de 2018

Com a ajuda de Deus, ainda posso um pouco mais

Essa é uma das frases que a história da igreja relata através da vida dos santos, que foi professada por eles em ocasiões de grandes sofrimentos e tribulações. Muitos, na hora da agonia final, num ato de fé heroica, bradavam com as poucas forças que ainda restavam em seu leito de morte, esta súplica final em favor do Ressuscitado.

Pensemos um pouco e reflitamos; o sujeito está nas últimas, como se diz no linguajar da gíria e, ao invés de pedir que Deus o leve logo, muito pelo contrário, ainda pede forças para poder aguentar um pouco mais o sofrimento. Pessoal, vamos concordar, gostamos de pedir o auxílio dos santos, dos nossos anjos da guarda, da Virgem Santíssima, mas, quando se trata de termos uma verdadeira devoção a eles, de imita-los aí a coisa muda de figura. Ou nem isso, nem nos damos conta de que queremos ir ao céu, mas queremos que a nossa parte, individual e exclusiva de cada um, seja remediada pela intercessão da milícia celeste.

Não estamos acostumados a sermos católicos, com alguns esbarrões já saímos a reclamar de tudo e de todos. Paciência, tolerância, doação e virtudes do mesmo grupo são afogadas no mar das suas opositoras. Que tal então, já que nos propomos a refletir, subir para o próximo nível e começarmos a obedecer a Jesus que nos disse em 1ª Coríntios 11,1 para sermos seus imitadores? Nossa Senhora em suas aparições nos recordou tantas vezes a passagem da carta aos Hebreus 6,12 onde se lê que “devemos ser imitadores daqueles que pela fé e paciência se tornaram herdeiros das promessas”.

Imitadores dos santos, que são herdeiros, assim como cada um de nós, das promessas de Deus. Nada de se viver uma vida de pavio curto, “quem perseverar até o final será salvo”, disse Jesus. Se temos fé em Jesus Cristo, cremos que ele não é um mentiroso e se é assim, ele nos garante que a virtude da perseverança será recompensada com a maior das recompensas: o Reino dos Ceús.

Temos que incluir em nosso dia a dia, em nossas orações este maravilhoso pedido a Jesus, assim como aqueles que nos antecederam nesta vida e hoje estão na glória de Deus. Pedi e recebereis, se lembram? Outra afirmação de Jesus. Então vamos fazer nossa parte e pedirmos, com fé e coração contritos e abertos a graça divina, para que Deus faça em nossas vidas, a sua parte.


fonte: Jefferson Roger

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens mais visitadas do blog

Postagens mais visitadas no ano